terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Mil Palavras


Às vezes fico mudo diante do teu olhar,
As palavras fogem para eu confessar
Que te amo!
Às vezes fico tonto só de pensar
Que tua flor abriu-se em meu coração
E que preciso de ti para regá-la...
Ás vezes te vejo como um beija-flor
Que chegas junto a mim de mansinho
Para falar-me de amor...
Às vezes navego em sublime fantasia,
Que teu amor já não é mais utopia
E que posso amar-te tresloucadamente...
Às vezes sonho contigo no Paraíso
Onde Deus abençoa nosso idílio
E onde eu possa abraçar-te eternamente!
Às vezes as palavras fogem dos meus lábios
E digo coisas sem nexo...
Mas diante do teu carinhoso amplexo
Fico perplexo... porque...
Mesmo quando eu não tiver nada para falar,
Certamente terei mil palavras expressas
Em um só olhar!

Ivan Melo / Lucas Alves

2 comentários:

  1. Nossa não tenho palavras para expressar o quão bonito são esses versos! Parabéns Lucas!!!

    ResponderExcluir