sábado, 8 de dezembro de 2012

Uma casa de amor


                                               Our Sex Appeal

Hoje teu perfil sorriu absurdamente apaixonante a mim. Da janela onde estávamos a noite se mostrava perfeita. Não pelo luar, pelas estrelas ou brisa... Mas pelo conjunto que se fazia ao sentir teu olhar sobre mim, enquanto meus olhos brilhavam diante da imensidão da noite.  Por segundos queria saber o que pensavas ,quando teu olhar cobria minha pele, por segundos queria saber tudo o que se passava dentro de você, no teu pensamento... Na tua alma. Hoje eu me senti em casa. Como quem deita sobre uma rede numa tarde de domingo...  No teu abraço o conforto transbordou em mim, e o mundo parecia um lugar bom de se viver. Ali parecia um lugar bom para morar, naqueles segundos, minutos... Fazer dali uma casa, sem idas e vindas.
Pelo resto da minha vida. 

Um comentário: